AREA DO ASSINANTE
UsuarioSenha
- HOME
- Alojamento
- Estatistica
Rica em colágeno, clara de ovo combate flacidez do rosto

Rica em colágeno, clara de ovo combate flacidez do rosto

Aditivos nutricionais à base de levedura têm duplo benefício: ajudam a reduzir o uso de antibióticos e contribuem para a melhor resposta imune dos frangos de corte 

Prezado Jornalista, boa tarde, tudo bem?

 

Encaminho texto sobre o uso constante de antibióticos na avicultura resultou no aparecimento de superbactérias. Um estudo da Embrapa estima que morrem 700 mil aves por ano devido à resistência aos antibióticos. Isso acontece porque as bactérias possuem capacidade natural de se adaptarem às mudanças dos ambientes. Assim, esses micro-organismos resistentes acabam sendo transmitidos aos seres humanos pelo contato com os animais, água e outras vias contaminadas.

 

Caso tenha interesse, estamos à disposição.

 

Obrigada.

 

      Clique aqui para baixar a imagem

 

Aditivos nutricionais à base de levedura têm duplo benefício: ajudam a reduzir o uso de antibióticos e contribuem para a melhor resposta imune dos frangos de corte

 

Por Daniel Miranda, gerente global de produtos monogástricos da ICC, empresa líder em soluções nutricionais naturais à base de leveduras para produção animal.

 

A utilização de antibióticos sempre teve o intuito de prevenir enfermidades nas aves. E essa classe terapêutica cumpriu bem o seu papel. Como passar dos anos, esses medicamentos ganharam novo propósito e começaram a ser usados também como promotores de crescimento.

O uso constante de antibióticos na avicultura resultou no aparecimento de superbactérias. Um estudo da Embrapa estima que morrem 700 mil aves por ano devido à resistência aos antibióticos. Isso acontece porque as bactérias possuem capacidade natural de se adaptarem às mudanças dos ambientes. Assim, esses micro-organismos resistentes acabam sendo transmitidos aos seres humanos pelo contato com os animais, água e outras vias contaminadas.

No caso dos frangos de corte, o uso de antibióticos como promotores de crescimento está proibido em alguns países, porém algumas moléculas seguem permitidas no Brasil para prevenção contra SalmonellaE. coli e Clostridium. Para evitar a presença de resíduos na carne e subprodutos, a legislação brasileira prevê período obrigatório entre o tempo de uso dos antibióticos e o abate das aves, cujo cumprimento pode ser monitorado em laboratório.

É importante entender que o trato gastrointestinal, além de ser responsável pela digestão e absorção, também é um órgão responsável por respostas imunes do organismo. Em especial nas aves, aproximadamente um quarto da mucosa intestinal é composta por tecido linfoide e mais de 70% deste são células do sistema imunológico.

Segundo a Central de Inteligência de Aves e Suínos (CIAS), da Embrapa Suínos e Aves, uma tendência crescente em termos de alimentação animal está relacionada à imunonutrição, isto é, ao fornecimento de nutrientes específicos (imunonutrientes) via dieta do animal, com o potencial de modular a atividade do sistema imune, evitando perda de desempenho. 

Os imunonutrientes podem alterar diretamente a resposta pró-inflamatória por meio do reconhecimento das células intestinais ou proporcionar condições entéricas para a expressão indireta dessa resposta, seja por meio da modulação da microbiota intestinal seja por produtos da fermentação bacteriana que ocasionam uma modulação da resposta imune.

São considerados imunonutrientes:  aminoácidos (glutamina, arginina, cisteína, taurina), nucleotídeos, lipídios (ômega-3 e ômega-6), vitaminas e minerais (vitaminas A, C e E, zinco e selênio), além dos probióticos, prebióticos, ácidos orgânicos e extratos vegetais, entre outros.

Um grupo muito especial de imunonutrientes, extremamente importante e funcional, é composto pelas ?-glucanas, que podem ser encontradas de diversas formas em alguns alimentos, porém para apresentar atividade funcional imunomodulatória devem estar na forma ?,1-3 e ?,1-6, o que pode ser encontrado principalmente na parede celular das leveduras. As ?-glucanas são conhecidas por seus benefícios à saúde, como melhoria da função imunológica e vários estudos científicos comprovam isso.

A partir da imunomodulação, as ?-glucanas "ajustam" a resposta imune do organismo para que ele fique em estado de alerta, ou seja, caso haja algum desafio a resposta pró-inflamatória será mais rápida e eficiente, sem que haja, com isso, superestimulação do sistema imune, prevenindo danos ao epitélio intestinal ou gasto metabólico excessivo.

Com esse recurso, os avicultores têm à disposição uma ferramenta que pode fazer parte do programa de racionalização do uso de antibióticos, tornando a produção mais sustentável (a curto e longo prazo) e priorizando a qualidade de seu produto final. O resultado, evidentemente, é rentabilidade maior.

 


Atenciosamente, 

Mariana Tabatiano

Texto Comunicação Corporativa

+55 (11) 94674-6432

mariana@textoassessoria.com.br



Veja mais notcias

27/10/2023 Nebulização e desinfecção, você está fazendo de forma correta?
20/10/2023 Taninos: uma novidade na avicultura Pertencentes à categoria de metabólitos secundários de plantas e formados principalmente por c
07/09/2023 Qualidade de casca: principais fatores nutricionais
22/08/2023 Desvendando os mitos do ovo: chalaza, cor da casca e da ...