AREA DO ASSINANTE
UsuarioSenha
- HOME
- Alojamento
- Estatistica
Além dos males do coração, ovo pode ajudar a prevenir também o câncer

Além dos males do coração, ovo pode ajudar a prevenir também o câncer
USDA eleva classificação das lavouras de soja e milho dos EUA

USDA eleva classificação das lavouras de soja e milho dos EUA

Publicado em 08/07/2024 17:31
Melhora, porém, não estava sendo aguardada pelo mercado

Logotipo Notícias Agrícolas

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) reportou seu novo boletim semanal de condições das lavouras  e trouxe uma elevação no índice de lavouras em boas ou excelentes condições para o milho e para a soja. 

MILHO

No milho, o índice de lavouras em boas ou excelentes condições subiu, na semana, de 67% para 68% . O mercado esperava uma manutenção do número. Há ano, o índice era de 55%. O USDA informou ainda que são 24% dos campos de milho em fase de embonecamento, contra 11% da semana passada, 18% de 2023 e 14% de média. Na fase de enchimento de grãos estão 3% das lavouras, contra 2% de média e do mesmo período do ano passado.

SOJA

No caso da soja, as lavouras classificadas como boas ou excelentes vieram também em 68%, contra 67% da semana anterior. O mercado, assim como no milho, esperava que o índice se mantivesse. Há um ano, este número estava em apenas 50%.

O USDA informou ainda que 34% das lavouras de soja estão em fase de florescimento, contra 20% da semana anterior, acima da média de 28% dos últimos cinco anos, mas abaixo dos 25% de  2023. Há também 9% dos campos de soja já em formação de vagens, contra 3% da semana anterior, 8% de média e frente a 5% do ano passado. 

00:00/01:00
Veja mais notcias

23/07/2024 Doença aviária é descartada no Rio Grande do Sul, afirma Ministério da Agricultura
23/07/2024 Preço do milho salta até 2,6% na B3 com cotações e prêmios subindo nos portos
14/07/2024 Preço do milho sobe levemente em Chicago nesta 6ªfeira, mas não consegue reverter perdas semanais ac
08/07/2024 Milho sente a pressão do dólar, fecha a 6ªfeira em baixa na B3 e acumula 2,4% de perda semanal